Participe de nossas redes sociais:
siga o EncontraAP no Facebook
siga o EncontraAP no twitter
participe da página EncontraAP no Google+


No Amapá encontra-se a foz do rio Amazonas, o maior rio do mundo. É um dos estados mais novos do Brasil, e também o mais preservado deles. Possui uma cultura muito rica, com diversas festas folclóricas ao longo do ano.



 
Nasceu em 2008 o amapaense Encontra Amapa com a missão de ser o maior Guia de Bairros
e cidades do Amapá

Todos os bairros de Macapá e cidades AP
“ aqui Amapaense Encontra ”

Amapá

Sobre o estado do Amapá (AP)

O Amapá é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Está situado a nordeste da região Norte e tem como limites a Guiana Francesa a norte, o Oceano Atlântico a leste, o Pará a sul e oeste e o Suriname a noroeste. Ocupa uma área de 142.814,585 km². A capital é Macapá. As cidades mais populosas são Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Oiapoque. O Amapá é um dos mais novos estados brasileiros e o mais preservados deles - como dizem várias pesquisas -, mesmo com a mineração e a pecuária, as florestas amapaenses continuam sendo preservadas.

O relevo é pouco acidentado, em geral abaixo dos 300 metros de altitude. A planície litorânea se caracteriza pela presença de mangues e lagoas. Amazonas, Jari, Rio Oiapoque, Araguari, Calçoene e Maracá são os rios principais.

O Amapá tem um grande número de imigrantes vindo da Guiana Francesa - a maioria ilegalmente - aproximadamente 500 apenas no Oiapoque, e vários migrantes vindo, principalmente, de: Minas Gerais, Goiás, do Pará (de onde já foi território) e do Nordeste brasileiro.

Atualmente, está sendo construída sobre o Rio Oiapoque a ponte binacional, entre o estado do Amapá e a Guiana Francesa, a obra está localizada a 5 km da cidade de Oiapoque (cidade a 600 km da capital), a obra começou em 13 de Julho de 2009 e tem previsão de término para Dezembro de 2010, o custo da é de, aproximadamente, R$ 60 milhões e gera 500 empregos.

Também está sendo construída a ponte sobre o Rio Vila Nova, que vai ligar Macapá (a capital do estado), Santana (município vizinho) a Mazagão, a obra começou no mês de Maio de 2009 e tem previsão de término para o segundo semestre de 2010. O investimento da ponte gira em torno de R$ 30 milhões e ela terá 420 metros de comprimento. 75% já está concluída, todavia, um acidente que ocorreu em Março deste ano (e que deixou cinco mortos) atrasou as obras.

Etimologia

A origem do nome do estado é controversa. Na língua tupi, o nome "amapá" significa 'o lugar da chuva' :ama (chuva) e paba(lugar, estância, morada). Segundo a tradição, porém, o nome teria vindo do nheengatu - língua geral da Amazônia, uma espécie de dialeto tupi jesuítico - significando "terra que acaba" ou "ilha". Segundo outros, a palavra "amapá" é de origem nuaruaque ou aruaque, pertencente à mais extensa das famílias linguísticas da América do Sul, dos habitantes da região norte do Brasil ao tempo do seu descobrimento - e identificaria uma árvore da família das Apocináceas. A árvore produz um fruto saboroso, em formato de maçã, de cor roxa, que é parte da farmacopeia amazônica. Da casca do tronco dessa árvore, o amapá (Hancornia amapa), típica da região e cujo desenho está no brasão do Estado do Amapá, é extraído o látex (chamado leite de amapá) usado na medicina popular como fortificante, estimulante do apetite e também no tratamento de doenças respiratórias e gastrite. Popularmente conhecida como "amapazeiro", a espécia encontra-se ameaçada, dada a sua exploração predatória para extração da seiva.

História

A costa do Amapá foi descoberta e reconhecida pelo espanhol Vicente Yañez Pinzón. Com quatro caravelas, Pinzón atingiu em 26 de janeiro de 1500 um cabo do litoral brasileiro que foi identificado como cabo de Santo Agostinho (Pernambuco). Prosseguindo para o norte, passou pela foz do Amazonas e chegou à boca de um outro grande curso d'água, daí por diante conhecido como rio de Vicente Pinzón. Sua identificação com Oiapoque daria ao Brasil ganho de causa na questão dos limites com a Guiana Francesa (1897).

Geografia


Floresta Amazônica
Floresta Amazônica

Como o clima do Estado é quente e úmido a cobertura vegetal é bastante diversificada e apresenta Florestas, e essas são classificadas em Floresta de Várzea, Floresta de Terra Firme, além de campos e cerrados. Nas áreas próximas ao litoral a vegetação encontrada é o mangue ou manguezal. Aproximadamente 73% da área estadual é coberta pela Floresta Amazônica.

O estado do Amapá, em sua totalidade, é influenciado pelo clima equatorial superúmido, isso significa que ocorre uma grande quantidade de calor e umidade que favorece a propagação da biodiversidade. As temperaturas médias que ocorrem no Estado variam de 36°C a 20°C, a primeira ocorre principalmente no fim da tarde e o segundo acontece no alvorecer. O clima local apresenta duas estações bem definidas, denominadas de verão e inverno. Os índices pluviométricos ocorrem anualmente em média superior a 2.500 mm.

Relevo

O Estado do Amapá apresenta basicamente três modalidades de relevo:

Planície Litorânea: é caracterizada por ambientes propícios a inundações, pois a superfície é muito plana e dificulta a drenagem das águas.
Baixo Planalto Terciário: refere-se a planaltos levemente elevados e planície litorânea.
Planalto Cristalino: essa unidade de relevo predomina no Estado, ocupa grande parte do território, se localiza em uma região que concentra diversas serras, colinas e morros.

Hidrografia

Cerca de 39% da bacia hidrográfica do Estado faz parte da bacia do Amazonas. A maioria dos rios do Amapá deságuam no oceano Atlântico. Dessa forma, os principais rios são:

  • Rio Amazonas: sua foz.
  • Rio Araguari: possui 36 cachoeiras.
  • Rio Oiapoque: fronteira natural entre o Brasil e a Guiana Francesa.
  • Rio Pedreira: foi utilizado para retirar pedras destinadas à construção
  • da Fortaleza de São José de Macapá.
  • Rio Gurijuba: foi um rio com grande concentração de peixes.
  • Rio Cassiporé: conhecido pela grande quantidade de peixes.
  • Rio Jari: fronteira natural entre o Amapá e o Pará.
  • Rio Vila Nova.
  • Rio Matapi.
  • Rio Maracapu.
  • Rio Amapari.
  • Rio Amapá Grande.
  • Rio Flexal.
  • Rio Tartarugalzinho.

Demografia

Municípios mais populosos do Brasil
(censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)
Posição Cidade População Posição Cidade População


Macapá

Oiapoque

1 Macapá 397 913 9 Calçoene 9 291
2 Santana 101 203 10 Pedra Branca do Amapari 10 773
3 Laranjal do Jari 39 805 11 Amapá 8 005
4 Oiapoque 20 426 12 Ferreira Gomes 5 772
5 Mazagão 17 030 13 Cutias 4 634
6 Porto Grande 16 825 14 Serra do Navio 4 409
7 Tartarugalzinho 12 435 15 Pracuuba 3 783
8 Vitória do Jari 12 445 16 Itaubal 4 267

Etnias

Composição étnica do Amapá
Cor/Raça Porcentagem
Brancos 21,4%
Negros 4,5%
Pardos 74,4%
Amarelos ou Indígenas 0,8%

Apa de Curiaú

A Apa do Curiaú (ou apenas Curiaú como é conhecido) é um distrito pertencente ao município de Macapá, que abriga um grande números de negros do estado. É dividida em duas partes: Curiaú de Dentro e Curiaú de Fora. O local é uma reserva ambiental (assim como a Apa da Fazendinha e outras) e foi um quilombo. Os primeiros escravos a chegarem ao local, chegaram em 1751, vindo da Bahia, do Rio de Janeiro e do Maranhão, trazidos por famílias que vinham habitar no estado.

Subdivisões

Norte do Amapá

A mesorregião do Norte do Amapá é uma das duas mesorregiões do estado. É formada por duas microrregiões. No século XVIII, a França reivindicou a posse da área.

Sul do Amapá

A mesorregião do Sul do Amapá é uma mesorregião do estado do Amapá. É formada por duas microrregiões.
O Amapá é composto por 16 municípios dentre eles destacamos a capital Macapá, juntamente com Santana, Mazagão, Pracuúba, Cutias, Tartarugalzinho, Porto Grande, Serra do Navio, Calçoene, Amapá, Pedra Branca do Amapari, Vitória do Jari, Laranjal do Jari, Ferreira Gomes, Oiapoque e Itaubal do Piririm.

Educação

Resultados no ENEM
Ano Português Redação
2006
Média
31,44 (22º)
36,90
50,00 (15º)
52,08
2007
Média
44,48 (22º)
51,52
55,15 (13º)
55,99
2008
Média
35,23 (23º)
41,69
58,14 (16º)
59,35

Cultura

Esportes

O Amapá tem, aproximadamente, 21 times de futebol. Assim como em todo país, todos os anos é realizado o Campeonato Amapaense de Futebol, onde o Macapá é o grande campeão (com 17 títulos), seguido pelo Amapá (com 10) e o Ypiranga. O estádio de futebol de Macapá é o Estádio Municipal Glicério Marques e o de Santana é o Municipal de Santana, onde são realizadas as principais partidas esportivas. O Amapá, também, tem times que todos os anos participam da Copa do Brasil de Futebol e neste ano, o Santana Esporte Clube seria seu representante na série D do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2010 porém desistiu passando a vaga ao Cristal Atlético Clube, infelizmente fora eliminado na primeira fase.

Tacacá

Tacacá é uma iguaria não só do Amapá, mas também da região amazônica brasileira, em particular do Acre, Pará, Amazonas e Rondônia. É preparado com um caldo fino de cor amarelada chamado tucupi, sobre o qual se coloca goma, camarão e jambu. Serve-se muito quente, temperado com sal e pimenta, em cuias.
Sua origem é indígena e, segundo Câmara Cascudo, deriva de um tipo de sopa indígena denominada mani poi. Câmara Cascudo diz que “Esse mani poí fez nascer os atuais tacacá, com caldo de peixe ou carne, alho, pimenta, sal, às vezes camarões secos.”

Marabaixo

Marabaixo é uma dança típica do Amapá que é celebrada nos meses de: Maio, Junho e Julho na capital do estado, Macapá. O ritual começa com o batuque com o Ramo da Aleluia, onde os devotos dançam até o Marabaixo do Senhor do Quinto Domingo. A dança também é realizada no Curiaú (distrito de Macapá). Recentemente, um projeto de lei libera o ritual (no que tange hora) para que ele ocorra até o amanhecer.
O traje dos homens consta de uma camisa branca com bordados, calça branca, chapéu de palha enfeitado com fitas e sandálias de couro, enquanto o traje das mulheres era composto de camisa de renda, saia estampada e rendada, anáguas, arranjos naturais na cabeça (flores) e calçadas com sandálias de couro.

Círio de Nazaré

Assim como em Belém, o Círio de Nazaré também é comemorado no Amapá (principalmente na capital, Macapá), todavia, com proporções menores, aproximadamente com 200 mil pessoas. A saída é da Igreja Católica sede - localizada no centro - e o destino e para a Igreja Católica da rua Cora de Carvalho.

 

Índice

Guias no Amapá

Outros Estados

Dados

Gentílico amapaense

Bandeira do Amapá
(Bandeira)

Brasão do Amapá
(Brasão)

Localização

Região Norte
Estados limítrofes: Guiana Francesa, Suriname e Pará
Mesorregiões: 2
Microrregiões: 4
Municípios: 16

Capital

Macapá

Governo (2011 a 2014)

Governador Camilo Capiberibe (PSB)
Deputados Federais: 8
Deputados Estaduais: 24
Senadores:Gilvam Borges (PMDB), José Sarney (PMDB), Papaléo Paes (PSDB)

Indicadores (2008)

Esper. de vida 70,7 anos (20º)
Mort. Infantil 23,2‰ nasc. (14º)
Analfabetismo 4,1% (2º)
IDH 0,780 (12º) - médio - 2005

Características geográficas

Área 142 814,585 km² (18º)
População
648 553 hab. (2010)
Densidade
4,39 hab./km²
Altitude
300 metros
Clima
Equatorial (Af)
Fuso horário UTC-3

Economia (2007)

PIB R$6.022.000 (25º)
PIB per capita R$10.254 (15º)

Site do governo

www.amapa.gov.br